Sou tão “pequenina” perto da grandeza que todos vocês são

Que vida é esta em que uns são abençoados por tanto e outros por tão pouco…

Que angústia nos corre nas veias chegando ao coração e um aperto se sente por tanta tragédia…

Será correcto falar em “karma” quando a desgraça se abate sobre aqueles que aparentemente nada de errado fizeram que causasse uma catástrofe de tais dimensões?

Tudo é tão pequeno perto do que de tão grandioso vive acima da nossa capacidade de compreensão…

Só nos resta a humildade e a aceitação de que tudo o que acontece alguma razão terá.

O Amor no seu mais despido significado só será possível atingir quando postos à prova em circunstâncias tão tristes como as que temos assistido.

Culpados não existem, acredito que cada um faz o melhor que sabe e consegue, mesmo que seja para seu proveito próprio, capacidade causada pela cegueira e adormecimento do que Somos.

Na minha mais neutra opinião, sem colocar a minha personalidade a lamentar-se pelo que sente, constato que todos os percalços que nos acontecem e quanto mais dolorosos e desesperantes forem, mais preparados ficamos para encontrar a força que não é nossa, mas sim de algo que nos faz levantar das cinzas e assistir à nova vida que daí vai nascer. E só seremos capazes de continuar, se entregarmos na “mão” daquilo que não vemos, a nossa fraqueza, na esperança de ver a vida a voltar a sorrir.

Agora é tempo de ver um país a chorar o pânico do que viveu, de imagens que dificilmente se apagarão e que durante tempos vão marcar o semblante de quem presenciou estes momentos de perto. Pacientemente vamos assistir ao trabalho da Mãe Terra, que ditará o tempo de renovação, seja do renascer da alegria no interior humano como do habitat natural que ilustrava o cenário idílico das terras verdes que deram lugar a pó.

Que a força renasça em cada um daqueles que directamente viveram estes dias… E por tão pequenina ser, perto de tudo isto, faço o que está ao meu alcance, deixando a minha prece “que o Universo vos abençoe e que vos faça chegar tudo aquilo que vão precisar para voltarem a normalizar a vossa vida…”

BD0098CB-A445-460E-A276-40C03B944241

Anúncios

Great Spot

O Amor é uma decisão e a maioria das pessoas pensa que é uma reação. #momentosdegraca #livethelifeyouwillremember #greatspot @patio_bonjardim

A170B86C-36A2-4429-AA82-72BDE01567BD

Imagem: Pátio do Bonjardim – Porto – Portugal 

O risco de não viver

A vida carrega uma imensidão de pormenores que na maior parte das vezes não conseguimos observar. Ou porque estamos tristes, deprimidos, ocupados nas tarefas diárias, centrados nos nossos problemas, que deixamos escapar o que de mais belo nos é oferecido todos os dias…

ECA06479-2E22-42EE-8807-4E432EE10004

Imagem: Gerês – Portugal

Bravura na Aprendizagem

E é no Agora, na contemplação do momento existencial que a turva chama é ferozmente reacendida e no fulgor da força do fogo renascemos e percebemos que sobrevivemos à estagnação momentânea causada pelos pensamentos.

B2AEEF46-E947-4D68-AFF0-DC8ECBEA775F

Imagem: Porto – Portugal

FEIRA DO LIVRO DO PORTO, 2017

Na próxima 6ª feira, dia 15 de Setembro às 22h, estarei na Feira do Livro do Porto, no espaço da Chiado, para uma Sessão de Autógrafos. Conto com vocês!!!! Até lá!!!!

IMG_4068

Cosmic Love

neste cosmos sem fim

na serenidade da escolha que agora faço

 na profundidade do céu estrelado

encontro-me em ti, em nós

saboreio a magnificência do amor, que nos envolve que nos acolhe, que nos aconchega 

nos teus braços adormeço sem medo de não acordar

em ti a alma dilui-se e nada mais sou,

 nada mais quero ser…

submergindo naquilo que somos, deixo-me viajar pelas partículas cósmicas que me revelam o maior dos segredos, AMAR

e viajo nesse inocente Amor que na pureza celeste me recorda de “Casa”

danço, cronometrando todos os movimentos dos nossos corpos, perdendo-me na chuva estrelar neste bailado etérico que juntos provocamos

E assim é Amar

E assim é o Amor

E assim se faz festa no céu

E assim festejamos na Terra

cos

 

…essa ternura…

flashes desenfreados
ilustram este sonho quando acordada,
trespassando todos os meus corpos, que delírio!!!

fomos nós que nos “desenhamos” um ao outro…
abençoado universo,
abençoada vida,
“milagres” por nós conseguidos quando não cedemos…

o despertar do que deixa de ser misterioso, é a verdadeira alucinação para a minha acelerada personalidade

e finalmente as virgulas reaparecem em mim, desacelerando o tempo, que agora pauta a minha Existência.

essa ternura com que os teus olhos me envolvem,
aumentam a minha timidez por tanto me despires…
e um salto quântico é dado quando me deixo viajar em ti… em nós… através D’ELE

sentir-nos, sentir quem nos sente desbrava a poeira,
ilumina o momento,
incendeia os corpos,
ressuscita as almas,
ilustra a galáxia…
com outros sons,
com outras cores,
com outra genuinidade.

fo

Imagem: Coimbra – Portugal