Alma de pájaro

En la serenidad de las madrugadas y en el silencio de las noches, te siento en mí. Aconchego en lo que todavía puedo sentir de tu abrazo, que tanto me hizo sentir amada, en las noches que a tu lado dormí. Hacer el amor contigo es una bendición para mi alma, un placer para mi cuerpo y un antídoto para mi corazón. La libertad que me transmites hace de mí un animal salvaje. Estar contigo es estar en el sueño que desde siempre alimente, incluso en los momentos más sombríos. Eres la luz que me hace brillar más, eres la sencillez que me hace querer amarte. Eres el pájaro de mi cielo y cómo te adoro verte volar. Tú has sido mis lágrimas por no poder agarrarte, has sido mi lección, por sentir un inocente egoísmo, al quererte más cerca de mí y al mismo tiempo mi corazón amar tu libertad. Y pacientemente aprendo a dejarte ir y volver a verte. Sin nada cobrar, sin nada presionar, apenas a dejar fluir el Amor, que hace tanto soñaba tocar.

0FC2BC21-332B-4D8A-B695-626B2526038AImagem: Piedrahíta – Espanha

Anúncios

Belleza de tus ojos

Num impulso corri para ti… enquanto conversávamos fui observando os teus gestos, o teu olhar e o timbre da tua voz… lentamente fui-me apaixonando. E quando me beijaste, mergulhei em nós… nas horas que se seguiram, esqueci-me de quem era e na nudez da alma entreguei-me à conexão que nos uniu. Senti-me tão selvagem como se um animal fosse e amei-te sem vestes e sem pudores. Todo o meu corpo se arrepiou indicando-me a presença do Anjo do Amor… Que libertação tão pura, tão inocente, tão sentida, tão prazerosa, tão desejada… tocaste-me numa sintonia perfeita, senti-me em casa na envolvência dos teus braços… apaixonei-me pela fusão dos nossos corpos, pela energia que se fundiu… o sabor dos teus beijos deliciaram os meus lábios… os teus olhos acalmaram a minha mente e levaram-me a viajar até ao teu coração. Ainda sinto a maciez e o cheiro do teu cabelo… obrigada por tão belo momento, que fez parar o tempo e levou-me a esquecer da minha realidade.

42DE7C5A-8365-4716-94D2-C3F78176F430Porto – Portugal

Mentes robotizadas dominadas pelos mais atrevidos, fantasmagóricos e ilusórios cenários, arquitectados pelo poder da psique, prisioneiras da personalidade que as desconectam da vibração cósmica do Amor que tudo é que a todos pertence…
mystical musings from a woman’s heart #the_cosmic_poet #funchalmadeira #mystical_place #energy_flow #springbreak #new_public #love #liveauthentic #remember_the_life_is_beautiful

3D64D306-6FE2-4A8B-9676-A49E493B7F0C

“A Arte de Julgar”, por Joana Tomás Pereira

Leia o artigo completo na Revista Progredir clicando no link: http://www.revistaprogredir.com/blog-artigos-revista-progredir/a-arte-de-julgar

Boas leituras! #cronicasdeumaalmadespida 💜FB381D75-FE1E-4A49-9905-D695A5D064A5

E a Leveza de nem a Alma Ser

Escrevo o que sinto… escrevo o que está para além do ser carnal que sou… Desencontrada do Amor, perturbo o que todos somos… e descarrilando, motivada pelo que penso ser, é a bênção de que mais lucidez se acerca.

À essência das minhas lágrimas, tão bela faculdade humana, agradeço o libertar… E à transparência do meu olhar, após emancipação do que electriza, honro o que Sou…

E é na contemplação profunda da imensidão que vive em mim que encontro a leveza de nem a Alma ser. E nesta total desintegração sinto-nos em nós.

E quando aqui regresso, dando vida aos sentidos, e há personalidade que me caracteriza, é visível a abismal diferença do que nos separa de cada um.

E assim percebo que só desfragmentando aquilo com que nos identificamos é que nos podemos sentir como sendo um só.

Nobre feitura que toda a humanidade tem que edificar, o fim da identificação naquilo que acredita ser….

O meu projecto, a minha família, os meus amigos, a minha casa, o meu carro, o meu trabalho, o meu amor, o meu cão, a minha riqueza, a minha cidade, o meu país, a minha religião, o meu Deus, a minha verdade…. Tudo posse individual mental…

Decompondo aquilo com que me identifico espelhado nas mais básicas tarefas diárias encontro a liberdade de simplesmente Ser…

E é no sentir, da energia que sou, que desbravo e solto as mais entrelaçadas teias, que construí de veste em veste enquanto matéria, a habitar neste corpo celeste de nome Terra.

E por todos emano o aumento de consciência para que o Amor seja expansivo quebrando mitos, crenças, ilusões de sonhos baseados na identificação do “ego”…

O sofrimento é finalmente erradicado quando deixarmos de irradiar a força que trava a fluidez da paz e assim a conquista da elevação das Almas ao mais alto grau a que se propuseram será efectivada.

Sair da zona de conforto e da robotização do “eu individual” será com certeza o mais nobre acto de Amor que podemos fazer por todos nós.

IMG_3801

Obrigada aos que por mim se cruzam e me elevam a consciência pelo simples facto de permitirem que me observe em vós…

Uno com o Todo

E há o momento em que tudo muda, já nada mais será como sempre foi…

O medo assalta-nos porque desprotegidos estávamos, vivíamos na inocência de que tudo é comandado por nós, pelas nossas certezas, pelos nossos sonhos.

O futuro reinava no agora, tudo era dado como certo, tudo estava planeado ao pormenor, pouco falhava. Tínhamos mais uma vez o nosso ego a criar a mais bela história de encantar e acordados sonhávamos na esplendorosa ilusão sustentada pela mentira de que tudo sabemos.  Mas na verdade nada sabíamos, caminhávamos e respirávamos na inocência de que tudo é macio e de que nada de errado nos aconteceria… Até que a vida nos volta a ensinar que a ilusão de que tudo é idílico é a maior catástrofe a que estamos sujeitos. E somos envolvidos na desilusão… Em vez de sangue nas veias corre veneno que corrói todo o nosso interior, sentimos o murchar dos nossos órgãos tal e qual uma tempestade que se abate sobre um lindo lugar onde tudo estava aparentemente ordenado. A beleza está agora embaciada e lá no fundo uma pequena luz ténue insiste em brilhar, a chamada Fé. Bênção com que somos presenteados na condição de humanos, nunca a perderemos enquanto respirarmos, é tão certa a sua existência como o bater do nosso coração. E é com esta luz quase apagada que renasceremos para restaurar todos os danos que causamos ao nosso templo, durante o tempo que precisamos para acreditar que tudo aconteceu para, mais uma vez, termos a oportunidade de usar a força da criação.

Sem dúvida que nos vamos levantar e mediremos o tamanho da nossa força, se esse novo renascer for feito sem muletas, sem ajuda externa, só com a ajuda das nossas capacidades interiores.

Só com o controle dos pensamentos e com a purificação do orgulho, da mentira, do apego, da raiva e muito mais fragilidades que escondem as lindas potencialidades que vivem sempre connosco, como o Amor, a humildade, a entrega, a aceitação é que será possível não cair na tentação das fraquezas que nos levam à ilusão.

Tudo foi criado por nós em alguma altura da nossa existência e só acreditando que é assim o processo de crescimento da Alma é que seguiremos na direção da união com Deus, só na pura humildade e aceitação de que erramos porque estamos a aprender é que seremos dignos de voltar novamente a casa. Perfeitos, celestes, luminosos, vazios na leveza da personificação.

Na verdade somos todos Um só, neste Mundo em que habitamos, todos trabalhamos para uma Essência única e por isso cada um de nós representa um pontinho dessa grande e majestosa manifestação que, humanos que somos, não conseguimos identificar.

E Lá na Fonte inesgotável de Amor, Luz e Energia Divina, tudo é meticulosamente ordenado e para nós, Povo do planeta Terra, é-nos enviada uma leve fragrância do sublime aroma do que se respira no “Paraíso”, mas só os que estão despertos é que serão abençoados por tal “relíquia”.

IMG_0534

     Imagem: Bali – Indonesia

Enquanto vivermos na ilusão da perfeição do outro continuaremos a viajar numa montanha russa… em altos e baixos, em saídas e entradas que a lado algum nos levará… e na inércia dos tempos estagnamos…  “Somos Amor, Somos o que Somos além de toda a maquilhagem, Além de todas as aparências, além de todas as vestes, além do espelho;
A nossa fusão é êxtase…
E tu és a Luz, Eu sou o que Tu és numa só Presença, num só Amor;”

E2511DEC-BC91-4781-A056-81AD26E25A0C