“E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada, que seja a minha noite uma alvorada, que me saiba perder… pra me encontrar.”

― Florbela Espanca.

66B9FD66-E14E-4E4C-99D7-D37F2482A68C

Anúncios

Deambulava pelos caminhos da vida…

O desejo de que este novo ano seja profundamente significativo no que toca à compaixão entre todos nós…
“Deambulava pelos caminhos da vida sedenta da verdade…
A minha mente questionava o porquê da imperfeição que os meus físicos olhos observavam…
Se tudo é belo, perfeito, porquê que não tenho Paz!
A incompreensão de quem Somos, a indignação da existência do sofrimento atormentavam-me.
Com a convicção de que mais, muito mais existia para além do que os nossos sentidos poderiam vislumbrar, uma pequena luz fundiu o meu coração. E a caminhada começou…
Hoje ainda sinto a dor que cobre a raça humana, a mágoa, a revolta, a aparente impotência para que se dê a libertação, tocam levemente os meus “corpos”. Mas rapidamente observo a “massa” de Almas que Somos e não seres com uma identidade individual e percebo que tudo faz parte para que se dê a magnífica transformação. Somos apenas “experiências” e tudo o mais é grandioso.
E só desta forma vai sendo possível atenuar o sofrimento, elevando-o a esferas superiores, entregando tudo aquilo que não tem explicação.
Acreditando que tudo tem uma razão de ser e que não nos cabe a nós julgar, vou caminhando humildemente, sem pressas para alcançar os sonhos terrenos. Pois o sonho maior é a elevação da raça humana à frequência do Amor.
Ninguém disse que viver era fácil quando vestidos de emoções, acorrentados a ilusórias obrigações, amando apenas a nossa vontade. Quanto mais colorirmos esta encenação mais dramática será a nossa Existência. Deus não complicou,
Deus não tem que ser culpado, Deus ensina o corajoso que busca pela libertação da película elaborada, Deus é simplicidade, Deus é fluidez, Deus está sempre presente. Só temos que saber viver com esta grande e única verdade para que a vida seja o que realmente é, MAGIA.
E mágicos que somos, caminhando na certeza nada mais será igual…
Seremos livres em Consciência e AMAREMOS em pureza.

in Crónicas de Uma Alma Despida

Image-1
     Imagem: Portugal

Memories Forever

…e nos momentos de maior carência aprendo Amar-me como os Amo a eles. Obrigada meus filhos por me darem a oportunidade de vos observar e de crescer aprendendo a Amar e irradiar esta aprendizagem a todos aqueles que me chegam. As vossas carências como crianças são as mesmas de tantos adultos que não foram amados e que por aí caminham na amargura…
in Crónicas de Uma Alma Despida
Encomende o seu exemplar por mensagem privada. Portes grátis para Portugal 💜

IMG_2421

Imagem: Brasil

Bravura na Aprendizagem

Nesta manhã de Novembro, a candura da luz da estrela
solar penetra a Alma confortando-a do que a matéria física
tem de escasso…E é no Agora, na contemplação do momento
existencial que a turva chama é ferozmente reacendida e
no fulgor da força do fogo renascemos e percebemos que sobrevivemos
à estagnação momentânea causada pelos pensamentos.
Seres vivos, sem corpo visível ao Homem Comum,
que quando alimentados apoderam-se da Luz, do Amor da
Paz outrora conquistada e invadem a nossa existência, desgastando-
nos, envelhecendo-nos… As lágrimas escorrem, sentimos o murchar do Divino que existe em nós. A distância
da verdade do que Somos vai aumentando e o desespero
de não a conseguirmos travar acentua o fosso da
dualidade entre o medo e o Amor. Os clamores, envolvidos
nas baixas emoções, são proferidos “Não Vaz embora por
favor! Invade novamente o meu coração! Deixa-me vibrar
novamente em Ti!” Soam a ecos vindos do fundo do poço…
E assim podemos estar horas, dias, meses, anos… Assim
podemos estar toda uma vida! Se não tivermos a coragem
de ao suplicar acreditar que Ele está sempre presente! Que
somos nós que nos afastamos, que deixamos escapar o que
de mais belo existe no nosso interior, o poder do Renascimento
impulsionado pela Força da Criação! Tudo se inverte
quando menos esperamos pois assim tem que ser, para a fecundação
da aprendizagem, muitas vezes envolvida no sofrimento, que só termina quando aceitamos que o que foi semeado
terá que ser colhido. Nesta altura nada é claro, a Fé é
diminuta… Pois tudo é perfeito quando estamos bem, quando
a nossa vida flui… Mas como sabemos existimos para evoluir e viver é experienciar, só desta forma somos capazes de
fazer a distinção entre o Bem e o Mal. Aceitar o que nos faz
sofrer, sem conflito, exige bravura ao pôr em prática aquilo
em que acreditamos quando estamos ilusoriamente felizes.
Sim, ilusoriamente! Porque a verdadeira felicidade só
é atingida quando a Paz tiver sido conquistada que acontece
quando vivemos com a consciência e prática da aceitação
que a tristeza e a alegria não podem ser levadas ao extremo.
Os extremos não conduzem ao equilíbrio… O efectivo controle das emoções, dos pensamentos e dos sentimentos leva-
-nos a um estado “Divino”… A vida não deve ser centrada
em momentos, nem em altos e baixos mas sim numa leveza
eterna em linha contínua.

IMG_1906

                         Imagem: Portugal

Em Consciência Recuperamos

Obrigada Vida

Por me recordares tão bela experiência da Criação

Espelho-me na beleza do que é libertando o que não sou

Amo com coragem, sem medo de nada perder

Amo libertando-me de tudo o que aprisiona este majestoso sentimento

Entrego-me à vida sem desistir de Amar

A total aniquilação da individualidade que sou permite-me a serenidade de Ser

Acolher cada pulsar de vida como uma dádiva do que pedi, é a magia da Existência

Aqui estou, sabendo que o avançar não é real, que tudo o que é aqui está e que nada busco, que não existe um fim, que sempre serei, que tu sempre serás e que o Amor nos une, em qualquer dimensão, em qualquer Universo, em qualquer galáxia…

A distância é ilusória, a experiência da criação é aqui e agora

Escolho Amar

Escolho Viver

Escolho Sentir

Escolho Sorrir

Obrigada Vida pela Bênção do Puro Amor que Tudo pode, que Tudo É

Amo-vos porque me deram vida

Porque me reanimam a cada instante

Porque Elevam a minha Alma à mais alta esfera que me permito chegar

Amo-vos por me deixarem espelhar em cada um de vós e

Juntos no Amor e na Luz despimos o que as “vestes” têm por hábito “mascarar”, o verdadeiro Amar…

Em Consciência recuperamos e com a mente serena honramos o que Somos, irradiando tranquilidade e Paz a todo o Planeta…

IMG_4400

     Imagem: Vilar de Mouros – Portugal

Singela Melodia do Amor

que sinfonia é esta que tocas? que habilidade esta de amares na intimidade?

a sensibilidade com que em mim te aprofundas, liberta a minha inocente pureza de SER

toda a minha alma se expande, num bailado de brilho que ultrapassa a via-láctea

as personalidades esvaiem-se e apenas permanecemos neste silêncio que é nosso

e que nada penetra…

nesta força que nos mantem cegos, surdos, mudos

e nos eleva aos céus num clamor tão singelo como uma dança de querubins

sentir-nos é abraçar Deus na mais elevada Graça de Gratidão

nunca duvides do quanto te Amo

que saudades tinha de estar em CASA contigo meu Amor

obrigada amado universo por este reencontro tão mágico

Image-1

     Imagem: Portugal